Convivendo com o Pânico

Oi pessoal! Faz tempo que não escrevo, minha vida é um corre corre danado... Fora que as vezes me sinto bem, e outras vezes não... E gosto de escrever quando sinto que algo flui dentro de mim para poder me expressar da forma certa e que possa ajudar as pessoas.

Hoje em dita td é pânico, ansiedade, chega até ser banalizado... Para quem sente e sofre com isso sabe muito bem que não é algo agradável e muito menos algo de moda... É uma doença séria e que precisa ser levada a sério.

Eu fui diagnosticada em 2004, mas já sofria de graves crises desde 2001, e desde 2004 venho com tratamentos tanto quimícos, e com terapias, e isso vem até hj. Passo uma fase super bem, controlada, mas tem outras que sinto agravar, e tenho que focar bem na medicação para continuar a superar.

Hoje estou bem melhor do que já fui... Hoje saiu, vou a lugares novos, consigo entrar em elevador, estar em lugares fechados e pequenos... Isso é uma vitória e tanto, mas tem vezes que de uma hora para outra eu sinto que uma avalanche está vindo sobre mim, e tenho que sair de onde estou, ir para um canto aberto, ar livre, ou onde me sinta segura, como minha casa, para não explodir o aspiral, e eu entrar de cabeça na crise, pq vem assim do nada.

Por exemplo eu não assisto jornal na tv, nem programas trágicos, pq td isso me deixa mal, impressionada, e começo a pensar se fosse comigo, e daí isso já me leva a vivenciar cada segundo do drama vivido por uma outra pessoa, e isso é terrível, e passo mal, então eu evito mesmo, ver tv como jornais, ou programas do tipo que apela para desgraças.

Para mim a vida tem que ser delicada, suave, leve, pq se for pesada como a realidade do dia dia é aí fora, eu paraliso, então foco em coisas boas, em lembranças boas, tento ver programas bons na tv, programas de viagens, de artesenato, decoração, filmes água com açucar, coisas que me proporcione um crescimento e me traga coisa boa.

E tento estar preparada para quando algo de ruim me acontecer, saber agir, e saber lidar com a situação, por mais que a gente nunca está preparada para coisas desse tipo.

Uma coisa que me ajudou muito foi minha cachorrinha, desde que ela chegou, eu me sinto melhor, é uma companheira mesmo, sempre comigo, sempre do meu lado, para onde eu ando ela vem atras, isso parece bobo, mas nos dá uma sensação de segurança, e sei que depois que ganhei ela, minha vida tem sido mais leve.  Pois ela é uma compnaheira de verdade,minha companheira.

O importante é vc não desistir, é vc saber o que lhe acontece, como tratar, o que faz mal e o que lhe faz bem, evitar td e todos que contribuam para seu mal estar, e focar no tratamento, e em coisas boas.

Contar com o apoio de sua família, de amigos próximos, ler muito sobre o assunto, e vigiar sua mente, para evitar de pensar bobagem, ou deixar o medo entrar.  Fazer algo por prazer que vc goste, e entender como vc funciona, e entender o que vc sente e tem... Assim vc conseguirá ir a diante, e sair dessa, ou controlar como é o meu caso.

Eu vivo bem e feliz, controlando, mas tá td bem pra mim assim, o que importa é estar bem , é um dia de cada vez...

Reflita sobre isso, qualquer coisa estou aqui!

( Desculpem os erros de Portuga, é que eu escrevo na hora o que vou sentindo, e não foco na gramatica, que p mim é o que menos importa aqui )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO OU CONTE SUA HISTÓRIA AQUI ! Se quiser me escreva no email valecamara@gmail.com
RESPONDEREI A CADA UMA, BASTA OLHAR DEPOIS NO MESMO LOCAL QUE VC COLOCOU UM COMENTÁRIO QUE LÁ ESTARÁ UMA RECADINHO PARA VOCÊ PESSOALMENTE. BJS AMIGAS!