Quando me amei de Verdade

Oi amigas,
Esses dias não estava bem, meio deprimida, cansada de carregar uma carga grande nas costas? Vcs Já sentiram isso?
A vida tem coisas boas e difíceis de lidar, na vida de todo mundo é assim, uns tem problemas de saúde, outros tem problemas financeiros, outros tem problemas emocionais, e todos nós temos problemas com esse Brasil que não funciona, não é verdade?
Todo mundo, seja rico, pobre, milionário, todos enfrentamos algum tipo de problema no dia dia, isso é fato.
Temos que saber como lidar com eles...
Para mim, em particular, o passado sempre vem, e cada vez que vem , ele vem mais forte, e isso me deixa deprimida, preocupada, triste, é como se as mágoas voltassem, como se revivesse td aquilo que não concordava, muito stress, e isso me deixa deprimida, é uma luta enorme sair da depressão, da tristeza profunda que ma abala. Fico imaginando quem vive constantemente em depressão, ou em depressão profunda, é algo quase impossível de sair sozinho, pq é um buraco que vc vai se afundando, e cada vez mais se afunda e na sua cabeça vc não vê muitas alternativas de viver outra coisa, a não ser se afundar ali, e aceitar aquela condição em que vc está se encontrando... É algo sério, no meu caso, eu sei que tenho tendencias a depressão, devido ao histórico da família de meu pai, que é toda depressiva, luto contra isso, mas tem vezes que já juntei tanta carga, que o cansaço emocional toma conta de mim, e me vejo me arrastando pra ficar bem, só quero deitar e dormir para não ter que pensar mais em nada... Sim, isso me acontece, e aí eu caio, e pra sair dessa não é fácil, requer força e oração.
Sabe, gente tive uma infância maravilhosa, recebemos muito amor e carinho de nossos pais, mas quando eles enfrentaram  a queda financeira em suas vidas, o stress foi em alto nível, assim alto , mas alto mesmo, e a cobrança foi enorme em cima  da gente, em relação a tudo, a amizades, a igreja, a fazer isso, a não fazer aquilo, era uma pressão de enlouquecer, mil e uma proibições, estresses o dia inteiro era o ar que respirávamos, fora ter que ser e pensar igual a meus pais,ponto. A adolescencia foi muitoooo difícil para nós 3, eu e meus dois irmãos, e eu sofri mais por ser menina, e a caçula, então td caia pra mim como cobrança de ser perfeita, de ser exemplo, fora que eu via as crises de minha mãe e sermões que ela dava nos meus irmãos, uma cobrança que dura até hoje em cima de nós 3. Eu com 40anos, meus irmãos com 45 e 43, e minha mãe continua do mesmo jeito, cobrando e cobrando que a gente pense e faça td como ela acha que tá certo, querendo controlar cada um de nós, dar sermões, td igual, aí eu não aguentoooo... Não sou calada, eu falo td na cara seja de quem for, e já cansei de falar p eles td, mas eles não ouvem , só ouvem o que querem ouvir, e como sempre se acham certos em td, então não deixa muito pra a gente...
É díficil isso, acho que a inhaca de igreja, de regras de igreja, estragou muito,pq ser cristão não é viver preso a nada, nem a regras ditas pela igreja, ser cristão é ter uma vida de comunhão com Deus e seguir seus mandamentos. Mas meus pais se envolveram muito com crentes meio malucos, de Deus me disse isso, Deus disse aquilo, e foi uma avalanche na cabeça deles, e td se misturou, e então viviamos sobre muita pressão, e natural estragos emocionais foram feitos em cada um de nós.
Hoje, pra mim qualquer coisa, estresse ou problema que surge de lá, já me retoma a todo estresse que vivi, e aí vem como um tsunami pra cima de mim, e eu fico p baixo.

Sabe, eu falo sobre isso, pq me faz bem colocar p fora, e tb pq pode ajudar alguém que esteja lendo. Não sou e nunca passei imagem de perfeita, ou de ter tido ou ter a vida perfeita, pq isso ninguém tem, quem diz ter está mentindo.
Temos que saber lidar com nossos momentos de provações e tentar aprender e mudar, cada um de acordo com a sua capacidade de lidar com os problemas.

No meu caso td se intensifica, pq moro longe de minha família, para poder resolver essas coisas pessoalmente, moro longe de minhas amizades, vivo em uma cidade que não gosto, não consigo fazer ou viver normalmente aqui, vivo muitooooooo em casa, e as vezes isso cansa, pq não tem nada de novo, é a mesma coisa sempre, a mesma rotina, e olhe que por mais que eu seja contra rotinas, mas eu termino ficando muito só aqui e isso não me ajuda a superar o stress.  Não é uma vida fácil, e tb não é fácil mudar isso.
Então eu vou vivendo com o que tenho, e tentando nessa minha dinamica de vida, aprender mais e me fortalecer.

Então no meu caso, é uma luta contra a depressão, e eu sou do tipo que se a depressão chega, então me entrego mesmo, pra quando levantar , levantar de vez e bem. Sem recaídas tão cedo.

A caminhada de cada uma de nós não é moleza, cada uma de nós temos as nossas dificuldades, os nossos traumas, decepções, estresses, masss temos que saber que isso acontece conosco e com todo mundo, e o que temos que focar é que temos que superar e pra superar temos que nos agarrar em Deus, que Ele é o nosso socorro presente.

Sabe eu não me preocupo com o futuro, pq sei que o futuro a Deus pertence, meu estresse é com o que já aconteceu, que vira e mexe vem a tona, pq as atitudes de pessoas proximas a mim ainda continuam as mesmas de antes no passado, e isso me afeta hj como me afetou no passado, e piora pq traz td que vivi de volta, e revolta td isso... Pq vc pensa assim, isso so acontece quando somos adolescentes que nossos pais querem controlar nossos passos, ou dizer o que podemos ou não fazer, não vai acontecer depois que eu ficar adulta, né?? No meu caso que nada!!! Fiquei adulta e continuou, casei e piorou, tenho 40 anos e vivo as mesmas coisas ,ouço as mesmas coisas de quando era adolescente, aíiiiiiiiiiiiiiiiiiiii é demais p aceitar isso... Mas quando se é criada em um ambiente de stress de alto nível, e de pais controladores, por melhor das intenções que eles tenham, mas controlar filho assim não é saudavel.  E conheço muitos pais assim que ate hj querem saber de td da vida dos filhos, que os filhos tem que estarem na barra da saia deles sempre, é uma forma de pensar e de ter criado os filhos de uma geração com uma cabeça muito dura e radical.  E pra mim isso gera um estresse enorme em minha vida até hj. Pq não aceito isso, e não sei como ignorar. Por isso sofro mais.

Por isso eu digo, educar os filhos com amor sim, disciplinar sim, mas não dar sermões, não se colocar acima de td e todos, não querer ser sempre o certo em td, ao invés disso, conversar, trocar ideias, estar aberto para assumir seus erros com seus filhos, dizer com amor que certas escolhas não são legais, mas ser legalista jamais, proibir e proibir sem conversar, sem explicar tb não ta certo, querer que seu filho pense e seja como vc também não tá certo, vc cria filho, massss não espere que ele seja um robo não, que faça td que vc achar que tá certo.  E vai chegar uma hora que vc como pai vai ter que respeitar seu filho, pq ele se tornou adulto, claro que continua sendo seu filho, massssssss não é mais criança e nem adolescente, é um adulto, e vc tem que respeitar ele como adulto, respeitar suas escolhas e atitudes, mesmo que vc não concorde ou ache certo, masssss a era dos sermões acabaram, o certo é conversar de adulto p adulto e com amor. Não é pq vc é pai ou mãe que vc pode se achar no direito de mandar na vida de seu filho adulto,tem que existir respeito, e limites.
Esse papo de criar filhos para si, está errado, filho não é pra vc, vc cria, educa para ele , ela ter a sua propria vida, e seguir na vida, e não pra viver na barra da saia de pai e mãe.

Acho fundamental os pais saberem até onde podem ir depois que seus filhos se tornam adultos, trabalham, tem o seu sustento próprio, sua própria vida, e respeitar eles, e não continuar a tratar-los como adolescentes dos quais vcs pais tem controle sobre td. São fases, e cada fase vem e passa, não é pq vc é pai ou mãe que pode querer controlar a vida de seus filhos de acordo com o que vc acha certo ou não.

Bem isso é o que eu vivi na pele e vivo ate hj, e falo por experiencia de vida, e de consequências emocionais que todo esse desgaste de anos pode trazer para a vida de alguém.

Pensem e reflitam.
Bjs mil,
Alicinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO OU CONTE SUA HISTÓRIA AQUI ! Se quiser me escreva no email valecamara@gmail.com
RESPONDEREI A CADA UMA, BASTA OLHAR DEPOIS NO MESMO LOCAL QUE VC COLOCOU UM COMENTÁRIO QUE LÁ ESTARÁ UMA RECADINHO PARA VOCÊ PESSOALMENTE. BJS AMIGAS!